Casuística
a
artes antiartes heterodoxias

Anterior
? Capa
SARA [delirando] – Machucar os outros... não aceitar nada além de mim... não me aceitar... não entender... agredir... exterminar... violentar... causar sofrimento...

Sara subitamente volta a si. Levanta-se como se nada tivesse acontecido, acende um cigarro e senta-se novamente diante do quadro incompleto.

SARA [afirmando para si mesma] – Não vou me mover enquanto não sentir como isso deve ser terminado.

AMANDA – Eu preciso de mais, filha.

SARA – Você acabou de tomar, espera um pouco.

O crítico entra em cena.

CRÍTICO – O que aconteceu aqui? [para Amanda] – Boa tarde, senhora.

AMANDA – Peça para ela me dar mais, estou com muita dor.

CRÍTICO [Pega o envelope que contém a heroína e observa] – Qual a procedência disto Sara? Eu acho que vou querer um pouco.

AMANDA – Me dá essa porcaria seu idiota. Você não vê que estou presa nessa cama morrendo de dor. Graças à loucura de minha filha estou presa nesta cama para sempre. [suplicando] Prepara uma dose para mim, por favor.

CRÍTICO – Oi querida, não vai me dar um beijinho?

SARA – Não saio daqui enquanto não terminar. Volte outro dia, por favor. Hoje você não vai conseguir me divertir.

CRÍTICO – Mas eu tenho tanta coisa para te contar. Sabe aquele ensaio sobre o último romance da Jelinek que eu escrevi sem ter lido? Pois é querida, foi super elogiado. É só usar os jargões que todo mundo gosta.

Luciano começa a fazer roleta russa com o revólver apontado para sua cabeça.

SARA – Porque você não volta a escrever? Onde está aquela sua antiga necessidade incontrolável?

CRÍTICO – Pegou carona com meu aluguel e foi parar nas mãos do agiota. Por enquanto vou ficar reproduzindo minhas opiniões sobre o trabalho dos outros. É mais divertido e dá dinheiro.

LUCIANO [subitamente desperta] – Já tava na hora de alguém falar minha língua nessa casa. Você trouxe cerveja?

AMANDA – Será que alguém pode me ajudar?

A arma dispara, Amanda grita, o Crítico senta-se e Sara volta a pintar.

FIM
36
Contato Lista de Email Edições anteriores Blogue da Casuística

Próxima